• Alexia Motter

FINEP STARTUPS: APORTE PARA STARTUPS ATINGIREM A ESCALABILIDADE


A Finep, Empresa Brasileira de Inovação e Pesquisa, tem 50 anos e é uma empresa financiadora de estudos e projetos.

Um dos principais aplicadores de seus recursos é o BRDE - Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul.

Dentre seus programas de investimento, existe o Finep Startup que pretende preencher o gap de investimentos entre investimentos do tipo Anjo e Seed quando as startups estão fazendo as primeiras vendas, mas procuram capital para atingir escala.

O aporte do programa é de até R$1 milhão por empresa selecionada o que depende do plano de projeto apresentado.

Para a empresa se tornar elegível ao programa, deve possuir tecnologia inovadora viável comercialmente e escalável, proposta de valor consistente e equipe qualificada, além de se enquadrar em uma das linhas de investimento.

Para a seleção desse ano as áreas escolhidas foram:

  1. Educação

  2. Cidades Sustentáveis

  3. Fintech

  4. Internet das Coisas (IoT)

  5. Jogos Eletrônicos

  6. Energia

  7. Tecnologias Submarinas

  8. Defesa: Rastreabilidade e VANT

  9. Mineração: Softwares e Sistemas, Novos Materiais e Ligas

  10. Manufatura Avançada

  11. Biotecnologia

  12. Agritech

  13. Química

  14. BIM (Building Information Modelling)

(O motivo pelo item correspondente à Construção Civil ser bem específico, em relação à, por exemplo, educação, provavelmente deve-se ao fato de BIM ser entendido como a expressão atual de inovação no setor.)

As etapas do programa são:

Análise do Plano de Negócios que reduz as 500 empresas participantes à 75;

Banca presencial que reduz as 75 empresas a 25 e

Visita Técnica que possui caráter eliminatório.

A Campestrini já passou pela análise dos analistas e consultores especializados do corpo da FINEP e convidados e foi uma das 75 aprovadas para a banca!

Para mais informações sobre o processo acesse: FINEP.


136 visualizações